Coxão duro e coxão mole: carnes ideais para os pratos mais deliciosos

Tempo de leitura: 2 min

Escrito por admin
em maio 27, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Você sempre se sente perdido na hora de ir ao açougue para comprar uma carne para o almoço do fim de semana? Veja algumas dicas simples para diferenciar estes dois cortes bovinos!

Cozinhar é uma arte que exige preparo e bons ingredientes. Quem adora comer carne, ainda precisa conhecer os tipos mais adequados para cada refeição.

Se você não sabe bem a diferença entre alguns cortes bovinos, como coxão duro e coxão mole, confira a seguir mais sobre cada um deles e alguns pratos que podem ser preparados.

Diferenças

Um dos primeiros aspectos que diferenciam esses dois tipos de corte bovino é a quantidade de colágeno existente em cada um deles. O coxão mole possui menos colágeno em comparação ao coxão duro. Vale lembrar que isso não afeta a qualidade do corte, mas sim a densidade: por ter menos colágeno, o coxão mole costuma ser cozinhado mais rapidamente.

Outra diferença se refere à textura: o coxão mole possui fibras curtas e macias, com gordura e nervos, enquanto o coxão duro é considerado uma carne de primeira, com fibras mais rijas e duras, além de gordura em sua parte externa. O formato do coxão duro se parece com o de um trapézio e costuma pesar, em média, entre um e dois quilos.

Refeições 

Mediante tais diferenças, os pratos mais adequados para cada tipo de carne pode variar bastante. Coxão duro é recomendado para ser ingrediente de carnes recheadas, rosbife, refogados e cozidos.

Já o coxão mole, por apresentar cozimento mais rápido, costuma ser usado na preparação de ensopados, picadinhos, escalopes, strogonoff e bifes finos. No churrasco, essa carne é ótima para comer grelhada. 

Quem adora vegetais pode preparar um prato com coxão mole e legumes de sua preferência — os sabores da carne e dos vegetais se complementam, ganhando sabores deliciosos! Já os que preferem sabores inusitados, podem investir no coxão mole com um bom creme de cebola ou cortá-lo em tiras e servi-lo com molho madeira (receita tradicional da Ilha da Madeira, em Portugal).

Cuidados básicos

Como qualquer outro alimento, é preciso ter alguns cuidados básicos na hora de comprar carnes. Só leve para casa as peças ou pedaços de cor vermelha — evite qualquer peça que apresente cores mais escuras e tons esverdeados, por exemplo. Isso pode indicar que a peça não está em bom estado de conservação. 

Fique atento se a cor da carne for excessivamente vermelha, pois isso pode indicar que ela foi alterada com corantes para esconder a coloração real, indicando o consumo impróprio da carne. 

Além disso, verifique se a peça exposta não está excessivamente mole (caso sua ideia seja comprar coxão mole) e nem solta água. É preciso atenção dobrada na hora de comprar carne moída já embalada: verifique se o produto possui rótulo e se apresenta carimbo de registro do Serviço de Inspeção Estadual (S.I.E.) ou Federal (S.I.F.).

Para carnes embaladas, não se esqueça de verificar a data de validade. Se, ao manipular o produto, você perceber um cheiro estranho ou incômodo, não o leve para casa.  É preciso que o odor seja leve e fresco. 

Outra dica simples e eficiente para verificar uma peça de carne é realizar o teste do toque: se os tecidos não cederem ao toque e não voltarem ao normal, a carne está imprópria. Uma última recomendação é evitar peças que apresentem pintinhas, pois isso pode ser indício da presença de verminoses que podem afetar a sua saúde. 

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.