Criptomoedas são apontadas como o ‘ouro moderno

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por mateus
em outubro 27, 2023

Especialistas afirmam que moedas digitais como o Bitcoin estão virando a nova escolha de investidores como possível reserva de valor, deixando opções como o ouro para trás

Recentemente, um relatório internacional mostrou que o Bitcoin, frequentemente apelidado de “ouro digital”, é apontado como um possível sucessor do ouro para os investidores.

Segundo as análises, o potencial de usar o Bitcoin como ativo é ainda mais notável já que existe uma crescente demanda por ele como uma reserva de valor digital. Essa análise lançou luz sobre os motivos pelos quais os Bitcoins estão sendo cada vez mais reconhecidos como uma alternativa confiável ao ouro, e como as criptomoedas estão moldando o cenário financeiro global.

O Bitcoin não estava em queda?

O cenário recente do mercado de criptomoedas tem gerado questionamentos e discussões significativas sobre o desempenho do Bitcoin, ativo digital mais conhecido e amplamente utilizado.

Muitos investidores e observadores notaram que o Bitcoin sofreu uma notável queda após atingir sua máxima histórica em novembro de 2021, chegando a uma redução de quase 60% em seu valor.

Entretanto, é fundamental analisar essas flutuações no contexto de sua trajetória global. O Bitcoin, desde sua criação, apresentou uma impressionante valorização. Em um período de apenas 13 anos, seu preço aumentou 550 mil vezes. 

Esse fenômeno é algo que raramente se vê em qualquer outro ativo. Portanto, a correção recente não deve ser vista de forma isolada, mas sim dentro do contexto dessa evolução maior.

Além disso, vale destacar que o Bitcoin é conhecido por sua capacidade de se recuperar. Desde o início de 2023 até o presente momento, a criptomoeda já acumulou um aumento de aproximadamente 69%.

Por que as criptomoedas são o novo “ouro digital”?

A comparação entre criptomoedas, especialmente o Bitcoin, como um novo “ouro digital” não é uma mera especulação.

Essa analogia é fundamentada em diversas características compartilhadas por ambos os ativos, tornando-a uma escolha atraente para investidores em busca de preservação de capital e segurança financeira.

Uma das semelhanças mais notáveis entre o Bitcoin e o ouro é a ideia de escassez programada. O ouro é apreciado por sua raridade, mas não se pode determinar com precisão quanto resta por ser minerado.

O Bitcoin, por outro lado, possui uma emissão máxima limitada a 21 milhões de unidades, o que cria um ambiente de escassez que pode potencialmente impulsionar seu valor. Essa limitação é uma das razões pelas quais muitos investidores veem o Bitcoin como uma forma de preservar riqueza, semelhante ao ouro.

Outro ponto importante a ser considerado é a crescente aceitação do Bitcoin como reserva de valor. À medida que instituições financeiras e empresas passam a reconhecer sua legitimidade, o Bitcoin se consolida como um ativo seguro em tempos de incerteza econômica.

O que fez o ouro sair da rodada?

Muitos analistas enxergam o ouro como algo que está ficando “fora de moda”. Essa mudança na percepção do ouro está relacionada a vários fatores que ressoam com os investidores modernos.

Uma das vantagens mais notáveis do Bitcoin é a capacidade de memorizar chaves privadas das carteiras criptográficas. Isso elimina o risco de confisco associado a possuir ouro físico, que pode ser confiscado ou regulamentado por autoridades em determinados cenários.

A natureza digital e descentralizada do Bitcoin oferece aos investidores um maior controle sobre seus ativos e evita a intervenção governamental. Além disso, o ouro, em sua forma física, impõe restrições consideráveis ao cruzar fronteiras. O transporte de grandes quantidades de ouro é caro, inseguro e sujeito a regulamentações complexas.

O Bitcoin, por outro lado, permite o rápido e discreto movimento de valor através das fronteiras, tornando-se uma solução para esse dilema logístico. Com o avanço contínuo das tecnologias e a crescente aceitação das criptomoedas, o Bitcoin desempenha papéis duplos como reserva de valor, semelhante ao ouro, e como um ativo financeiro especulativo.

Essa flexibilidade e as vantagens oferecidas pelas criptomoedas continuam a atrair a atenção de investidores que buscam opções alternativas de investimento em um mundo financeiro em constante evolução.

Você vai gostar também:

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade